Eu estudo na UFMG, e lá as linguagens usadas na maioria das disciplinas são Java e C++. E claro muita lógica de programação.

Eu reconheço todo o valor que C++ pode trazer para um programador. Já que C++ nos dá toda a liberdade para inventar, nos obriga a entender o que acontence nos bastidores criando assim um programador mais preocupado com os pequenos detalhes.

Já em Java, eu vejo que o argumento usado perante C# é que Java é “Livre”. E de certa forma eu vejo razão nisso.

Se uma faculdade ensinasse a programar em C# 1.0 à alguns anos atrás, o código de hoje seria bem diferente.

Em C# 2008 nós temos um mundo completamente diferente, e mudanças assim uma faculdade não consegue administrar.

Dessa forma, o profissional não vê nas disciplinas .NET, ele estuda por conta própria mesmo.

Eu não sei como funciona em outras faculdades.

Mas e aí, como eu poderia argumentar com um professor e propor .NET?

Eu gostaria muito de viver o dia em que .NET é ensinado numa grande universidade como a UFMG.