No meu último post, rolou um comentário sobre a Adobe ainda estar utilziando ActionScript 1.0 como maneira de desenvolver para o FMIS (Flash Media Interactive Server). A resposta inicial é sim, a Adobe ainda utiliza aquela linguagem medíocre para o desenvolvimento no FMIS . O grande detalhe é que esta linguagem não é o ActionScript 1.o e sim um JavaScript 1.5.

Muita das pessoas se enganam ao afirmar que esta linguagem é uma mistura de JavaScript e ActionScript, mas depois de uma intensa pesquisa no material da Adobe percebi que FMIS possui um compilador JavaScript e não um AVM (ActionScript Virtual Machine), este quem possui é o Flash Player.

Para desenvolver para o FMIS, você pode usar todos os recurso do JavaScript como classes, funções, etc.  Para mais informações sobre JavaScript você pode consultar o Mozila Developer center.

Server Side Action Script é similar ao ActionScript 1.0 mas não identica. Ambas as linguagem são baseados em ECMAScript (ECMA 262).  A maior diferença entre  a Server-Side ActionScript e ActionScript 1.0 é que o Server-Side ActionScript é case sensitive.

Com esta linguagem é possível controlar processos de autenticação, controle de eventos, comunicação com outros servidores, fazer controle de usuário, compartilhar informações entre cliente e servidor entre varias outras funções.

Espero que tenha ficado claro.