Esta semana tirei umas horinhas para atualizar meus perfis de redes sociais, e logo após a primeira meia hora de “trabalho duro”, me peguei pensando sobre a importância de manter todos estes perfis atualizados. Na verdade, quando a gente mantêm estes dados online… com uma vasta gama de informações sobre nós, existe uma razão para isso: Queremos ser vistos! E é neste ponto que queria “trocar uma idéia” com vocês. Eu particularmente possuo: orkut, facebook, linked-in, twitter… etc. Mas afinal, qual deles realmente importa?!

É claro que todos cumprem objetivos diferentes, mas se você não tem tempo para ficar horas atualizando seus perfis online, escolha bem aquilo que você está alimentando no seu “Ego-google” (que nada mais é do que aquilo que o google diz sobre você, experimente pesquisar seu nome no google: é bem divertido). Mas voltando ao assunto, é preciso ter muito cuidado com aquilo que postamos na internet, afinal não temos muito controle daquilo que o google diz sobre nós.

Mas porque estou dizendo isso? Bom, já participei de vários processos seletivos, e acho que não é segredo para ninguém que muitos dos empregadores costumam pesquisar a vida dos candidatos no google… vasculhando orkut, facebook e o que mais puder encontrar. Nada mais natural, a gente sempre procura coisas boas… trabalhos de faculdade, projetos publicados, áreas de interesse (de preferência na área pleiteada)… mas é claro que as vezes encontramos o que não queríamos… do tipo: associações com comunidades, no melhor estilo “odeio trabalhar na segunda-feira” ou “meu chefe é um pé no saco”. Não quero de forma alguma criar uma polêmica sobre o que se faz fora da empresa, mas apenas alertar sobre os perigos de manter perfis deste tipo disponíveis e abertos para TODO MUNDO ver. Afinal, a grande maioria destas redes possuem mecanismos de controle de privacidade e DEVEM ser utilizados.

Veja meu “ego-google” como está neste momento…

ego-google

E então para minha surpresa, os dois primeiros links que o google vincula ao meu nome são justamente da rede social que eu mais gosto, o Linked In. Afinal, é a rede social mais produtiva para quem usa… pois é uma maneira simples de deixar o seu currículo disponível online para quem quizer ver, o sistema permite ainda que você se associe aos grupos de empresas, profissionais ou instituições de ensino… podendo ainda fazer o famoso QI (“quem indica”)… já que você pode recomendar ou ser recomendado por colegas de trabalho. Ou seja, um prato cheio para “head hunters”… espalhados pelo país a fora. Eles podem estar procurando por você.

Mas isso é apenas uma parte do seu “ego-google”, é sempre bom manter conteúdo de relevância sobre você ou de sua autoria. No meu caso, participar do 100loop escrevendo artigos técnicos, participar como palestrante e divulgar eventos no DotNetRaptors além de ser um hobbie e trazer beneficios para a comunidade… é em contra partida, um ótimo marketing pessoal. E é aí que que todos os entusiastas da comunidade sempre batem na mesma tecla… “participe da comunidade ativamente, você vai colher frutos no futuro”. Este “futuro” pode ser muito antes do que você imagina… e este “fruto” nada mais é do que o reconhecimento merecido pelo seu trabalho, pois o MERCADO está te vendo.

Você precisa apenas tornar as coisas mais fáceis para quem te procura. Acompanhe regularmente seu “ego-google”, mantenha aquilo que diz respeito apenas para os seus amigos mais íntimos, como privados (para evitar mau-entendidos)… e principalmente valorize o seu perfil profissional: é ele que realmente importa.

Daí vão algumas dicas rápidas:

  1. Responda fóruns, escreva artigos e participe de um blog.
  2. Tenha um perfil no linked in atualizado.
  3. Procure manter um currículo online.
  4. Mantenha sua vida pessoal, “privada”.

um abraço à todos, e divirtam-se.