Ontem estive na Uni-bh para falar sobre e-learning a pedido do Fred Gerken, meu ex-professor dos tempos de graduação. Ele já tinha me convidado há mais tempo, porém não combinamos uma data… e quando já tinha esquecido deste convite, ele me ligou pedindo que eu fosse lá no dia seguinte. Num primeiro momento hesitei, mas fazer o que? Resolvi aceitar no minuto seguinte. Preparei o material com certa facilidade, pois apesar do pouco tempo que tive… tenho acesso a muito material sobre o assunto… uma vez que estou há um ano e meio trabalhando em uma da maiores empresas do segmento – a webAula.

Creio que a experiência foi bastante proveitosa para mim e para todos que estavam presentes. Tive a oportunidade para falar sobre algumas evoluções das plataformas LMS existentes no mercado como o Moodle e claro, o LMS webAula. Mas o principal foco de nossa conversa foi sobre como se dá o desenvolvimento de um projeto de e-learning, ou seja, como nasce um projeto, como ele se desenvolve e como medir resultados. Expliquei este processo falando basicamente sobre os pilares do e-leaning: Tecnologia, Gestão, Conteúdo e Consultoria.

O primeiro deles, Tecnologia, não poderia deixar de fazer parte da lista… pois uma vez que estamos falando de um meio digital, como internet ou mesmo de um celular… tecnologia é fundamental para criar os mecanismos de comunicação entre aluno x professor, aluno x aluno e etc. O suporte tecnológico é fator determinante para a concretização do que chamamos "tele-presença".

O segundo pilar é o da Gestão, pois não basta ter um suporte tecnológico sem que exista uma gestão dos processos. Os alunos precisam ser organizados em turmas, os professores precisam de acesso aos alunos, as turmas precisam de um cronograma, etc. É neste ponto que começamos a observar necessidades dos alunos e traçamos metas.

É claro que o Conteúdo é o pilar mais claro de ser observado, afinal o conteúdo é a "cara" do curso. Um bom material didático pode definir ou não o sucesso do curso, pois muitos dos alunos, utilizam apenas o material disponibilizado no curso para estudo.

O pilar da Consultoria, é secundário, mas extremamente valioso no que diz respeito à resultados, já que a consultoria é responsável por agregar um know-how aos projetos de e-learning que estão sendo produzidos pela primeira vez. Podemos entender como consultoria, o auxílio de profissionais específicos de e-learning como designers instrucionais, analistas motivacionais, designers gráficos ou mesmo programadores scorm dentre outros… desde que estes sejam conhecedores dos processores de execução e contribuam diretamente para a rápida evolução do projeto.

Depois de pouco mais de uma hora e quarenta minutos de muita conversa, encerramos o papo… minutos depois estava eu tentando comer um cachorro-quente na porta da faculdade, mas com o atraso que tive guardando o material que utilizei – projetor e outros – acabei chegando logo depois do último sanduíche ser vendido. Ninguém merece… terei de arrumar outra desculpa para tentar comer o cachorro-quente do Marcelo…